publicidade

Postagens recentes

Apresentação

Apresentação
Bem-vindo ao Nossa! Que Vício, o blog mais viciante da internet! ❤
Mostrando postagens com marcador Investimentos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Investimentos. Mostrar todas as postagens

RESERVA DE EMERGÊNCIA: COMO CRIAR A SUA + DICAS PARA INVESTIR

sexta-feira, 14 de junho de 2019 /
RESERVA DE EMERGÊNCIA: COMO CRIAR A SUA + DICAS PARA INVESTIR

Criar uma reserva de emergência é tão importante quanto planejar a aposentadoria, pois de nada adianta pensar em investimentos de longo prazo se você não tem dinheiro para usar em um futuro próximo caso ocorra algum imprevisto. 

Quando se tem uma reserva não é preciso recorrer a empréstimos de última hora, o que evita que você contraia dívidas.



O que é uma reserva de emergência?

Como o nome já diz, a reserva de emergência, é um dinheiro que fica reservado para qualquer eventualidade como:

  • Um problema de saúde na família;
  • Demissão, desemprego ou falência;
  • Um conserto no carro ou na casa.

Sendo assim, ela só deve ser usada em imprevistos. Nada de pegar dinheiro de lá para fazer algo que pode ser planejado com antecedência.

O ideal é que a reserva de emergência seja suficiente para te bancar durante seis meses a um ano. Ela precisa ser investida em aplicações de liquidez diária, isto é, investimentos que permitem o resgate a qualquer momento.

Veja mais abaixo como criar sua reserva de emergência.



Porque é importante ter uma reserva de emergência?

O principal motivo para criar uma reserva de emergência é que não podemos prever o futuro. Algo inesperado pode acontecer e precisamos estar preparados para passar por qualquer situação.

Outro importante motivo é criar a reserva para não precisar de empréstimos bancários que na maioria das vezes possuem um alto valor de juro. 

"Quando você deixa para agir apenas diante do problema, provavelmente, terá que recorrer a empréstimos ou contrair dívidas. " - Rico

Além disso, a reserva evita que você use o cartão de crédito contraindo dívidas que podem se tornar uma bola de neve com o tempo. 




Reserva de emergência: Como calcular?

A principal dúvida que surge ao criar uma reserva de emergência é como calcular o valor que deve ser guardado. 

A quantia ideal vai depender da sua renda mensal, que pode ser uma receita fixa ou variável. Se você trabalha com carteira assinada, sua receita mensal é fixa. Se você é um empresário, empreendedor ou trabalhador autônomo, sua receita é variável.

A recomendação dos especialistas é:

  • Trabalhadores com renda fixa devem investir 6 meses do seu custo de vida na reserva de emergência. Exemplo: se você trabalha com carteira assinada e vive com 2 mil reais mensais, faça:
2*6 = 12 mil

Ou seja, quem tem um custo de vida de 2 mil reais, deve investir 12 mil reais no fundo emergencial.


  • Trabalhadores com renda imprevisível devem investir 12 meses do seu custo de vida para criar uma reserva de emergência. Exemplo: se você é um empresário, empreendedor ou autônomo e vive com 2 mil reais mensais, faça:
                                                                     2*12 = 24 mil

Portanto, um empreendedor com custo de vida de 2 mil por mês, deve ter 24 mil investidos na reserva de emergência.


* Note que é o valor do custo de vida, não o salário total. Uma pessoa pode ganhar R$5.000,00 por mês e viver com R$4.000,00.


Salve a imagem no Pinterest para não esquecer ↓

RESERVA DE EMERGÊNCIA: COMO CRIAR A SUA + DICAS PARA INVESTIR


Reserva de emergência: onde investir?

A primeira coisa a dizer é onde não aplicar seu fundo de emergência: na poupança. Poupança nããããão! Já foi provado que ela não é uma boa opção de investimento.
"Em 2015, a poupança apresentou retorno negativo superior a 2%. Já em 2018, com a taxa Selic em 7,0% ao ano, a sua rentabilidade é inferior a 5,0% ao ano.
Caso o índice siga as projeções do mercado, que é de 6,75% a.a., o retorno da caderneta cairá para 4,7%a.a." (Disponível em: Rico).


Existem investimentos para a reserva de emergência que são tão seguros quanto a poupança e que rendem muito mais, veja alguns deles:



1. Tesouro Selic

Ao criar sua reserva de emergência, é interessante investir no Tesouro Direto Selic, um título público que rende de acordo com a taxa Selic, a principal taxa de juros da economia. 


Este é o investimento mais seguro do país, pois nele  você empresta dinheiro diretamente para o Governo.


Um bom motivo para investir sua reserva de emergência no Tesouro Selic é que ele possui liquidez diária, ou seja, é possível resgatar o valor aplicado + seu respectivo rendimento a qualquer momento sem perder dinheiro.


Para resgatar seu dinheiro é preciso vender o título, a compra é feita pelo próprio Governo. A liquidação é feita em D+1 (em um dia útil o dinheiro cairá na sua conta).





| Quer aprender a investir no Tesouro Direto com sabedoria? Clique aqui e conheça o curso Tesouro Direto - TopInvest |




2. NuConta

A NuConta, conta de pagamento do Nubank, também é uma boa opção para investir e criar sua reserva de emergência. Ela rende 100% do CDI, tem garantia do FGC, tem liquidez diária e é totalmente gratuita.


Porém, só é indicado deixar seu fundo emergencial na NuConta caso você não a movimente. Afinal, a reserva de emergência é pra ficar quietinha lá, não é pra ficar mexendo nela.


Para se cadastrar na NuConta, clique aqui.







3. CDB com liquidez diária

Assim como as aplicações anteriores, o CDB é um investimento de renda fixa, onde você pode investir e criar sua reserva de emergência. No CDB, basicamente, você empresta dinheiro para o Banco e o mesmo te devolve com juros.


É recomendado investir em CDB's que rendem no mínimo 100% do CDI, eles são encontrados nos bancos pequenos e nas corretoras de valores.


No CDB de liquidez diária você também pode resgatar o valor a qualquer momento e a liquidação pode ocorrer no mesmo dia.



Gostou das dicas para criar sua reserva de emergência? Então ajude compartilhando este post!







Acompanhe o blog nas redes sociais:

 PinterestFacebook → @nossaquevicioblog


Fonte de pesquisa: Rico



5 CURSOS DE FINANÇAS PESSOAIS PARA VOCÊ FAZER AGORA MESMO

terça-feira, 11 de junho de 2019 /
5 CURSOS DE FINANÇAS PESSOAIS


Os cursos de finanças pessoais foram criados para aprofundar seus conhecimentos sobre educação financeira, com eles é possível aprender a economizar, organizar e multiplicar seu dinheiro.

Portanto, se você não consegue controlar seus gastos, não investe e sempre vê seu salário acabar antes do fim do mês, talvez esteja na hora de fazer um destes cursos. Trago uma seleção com cinco cursos de finanças pessoais do FGV Online. 

O FGV Online é um programa de educação a distância da Fundação Getúlio Vargas. O programa é referência nacional em educação continuada, e oferece, em parceria com as escolas da FGV, cursos online gratuitos para toda a população. 


O curso Como Organizar o Orçamento Familiar apresenta conceitos e técnicas que te ajudarão a planejar sua vida financeira e a organizar seu orçamento. Você irá aprender a:
  • Identificar seu perfil financeiro.
  • Planejar sua vida financeira.
  • Organizar a sua vida financeira em caso de endividamento.
Informações adicionais:
  • Carga horária: 12 horas
  • Tempo de acesso: Ilimitado
  • Investimento: gratuito
  • Inscrições: Clique aqui.

Continua após a publicidade







  • Saber investir e planejar-se financeiramente é fundamental para a realização de sonhos e concretização de projetos. Este curso sobre finanças pessoais grátis mostra como aplicar seu dinheiro com inteligência e consciência dos riscos. 
    Você irá adquirir:
    • Conhecimentos essenciais para definição e realização de investimentos
    • Entendimento sobre características de diversas aplicações, especialmente as relacionadas a fundos de investimento.
    Para ampliar ainda mais seus conhecimentos, você poderá fazer na sequência o curso Como fazer investimentos 2
    Informações adicionais:
    • Carga horária: 12 horas
    • Tempo de acesso: Ilimitado
    • Investimento: gratuito
    • Inscrições: Clique aqui.

    Leitura recomendada: Tesouro Direto: Como investir usando o Banco Inter



    Este curso sobre finanças pessoais grátis é um complemento do curso anterior. Você irá aprender:
    • Conhecimentos essenciais para definição e realização de investimentos
    • Entendimento sobre investimentos exóticos, carteira bem diversificada de ações, correlação entre ativos, risco sistemático e investimento em ouro e derivativos.
    Informações adicionais:
    • Carga horária: 8 horas
    • Tempo de acesso: Ilimitado
    • Investimento: gratuito
    • Inscrições: Clique aqui.


    Continua após a publicidade




    Planejar devidamente a aposentadoria é um dos segredos para a paz e tranquilidade após parar de trabalhar. O curso Como planejar a aposentadoria o orienta para que se organize de maneira consciente e possa alcançar seus objetivos pessoais e/ou familiares nesse período da vida. Você irá adquirir:
    • Entendimento sobre a importância de se programar para o período de vida pós-trabalho
    • Conhecimento sobre métodos de planejamento da aposentadoria.
    Informações adicionais:
    • Carga horária: 10 horas
    • Tempo de acesso: Ilimitado
    • Investimento: gratuito
    • Inscrições: Clique aqui.



    Planejar e gastar dentro do orçamento é um dos segredos para a paz e realização de sonhos. Este curso sobre finanças pessoais grátis orienta você para que consuma de maneira consciente de forma a conquistar seus objetivos de vida. Ao fim do curso, você saberá responder:
    • Por que devo administrar meu dinheiro?
    • Eu ""preciso"" ou ""quero"" isso?
    • Devo comprar à vista ou a crédito?
    • O consumo me faz feliz?
    Informações adicionais:
    • Carga horária: 8 horas
    • Tempo de acesso: Ilimitado
    • Investimento: gratuito
    • Inscrições: Clique aqui.


    Professor Autor dos Cursos

    Fábio Gallo Garcia, Doutor em finanças pela EAESP-FGV e Doutorando em Filosofia pela PUC-SP, é o professor autor dos cinco cursos de finanças pessoais desta lista. 
    Atualmente, Fábio Gallo Gacia atua como professor de finanças na PUC-SP e na FGV. Além de dedicar-se ao estudo das finanças corporativas e finanças comportamentais, trabalhando com pesquisa na área da Teoria de Sinalização, em que explora a Assimetria de Informações no Mercado de Capitais. 


    Leia também: 5 melhores aplicativos de controle financeiro pessoal



    Acompanhe o blog nas redes sociais:

     PinterestFacebook → @nossaquevicioblog

    TESOURO DIRETO: COMO INVESTIR USANDO O BANCO INTER

    sábado, 8 de junho de 2019 /
    TESOURO DIRETO: COMO INVESTIR USANDO O BANCO INTER


    Como investir no Tesouro Direto usando o Banco Inter? "O Tesouro Direto é um Programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a BM&F Bovespa para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, por meio da internet." - Tesouro Nacional.

    Ou seja, o Tesouro Direto é um investimento de renda fixa, onde você empresta dinheiro para o Governo e o mesmo te devolve com juros. Nele é possível aplicar a partir de R$30,00 mensais. Além de ser o investimento mais seguro do país, ele rende mais do que a poupança.

    Veja a simulação abaixo feita na calculadora do Tesouro: investindo R$50,00 por mês no Tesouro Direto em seis anos você teria R$4.287,97, enquanto que na poupança você teria R$4.015,37.

    TESOURO DIRETO: COMO INVESTIR USANDO O BANCO INTER

    Simulação Tesouro Direto x Poupança


    Leitura recomendada: 8 maneiras de ganhar renda extra nas férias


    TESOURO DIRETO É SEGURO?

    Veja dois bons motivos para perder o medo de investir no Tesouro Direto:

    • Ele é o investimento mais seguro do país, pois você empresta dinheiro diretamente para o Governo Federal. Me diz o que é mais fácil de quebrar... Seu banco ou o Governo ?
    • Tem garantia do Tesouro Nacional, que é o órgão mais seguro do Brasil e garante 100% do seu dinheiro investido e não apenas 250 mil como o FGC.

    | Quer aprender a investir no Tesouro Direto com sabedoria? Clique aqui e conheça o curso Tesouro Direto - TopInvest |

    TESOURO DIRETO: COMO INVESTIR?

    Para investir no Tesouro Direto você vai precisar de:

    • CPF;
    • Conta em um banco: certifique-se de usar um banco que não tenha tarifas de transferências, como o Banco Inter. Você vai precisar desta conta bancária para transferir seu dinheiro para a corretora de valores; 
    • Conta em uma corretora de valores: é recomendado fazer investimentos através de uma corretora, pois elas não cobram taxas nem tarifas, ao contrário dos bancos que ficam com uma parte do nosso dinheiro quando investimos.

    Um caminho simples para investir no Tesouro Direto é usando o Banco Inter, um banco digital que possui sua própria corretora de valores, chamada de IDTVM. Nem o Banco Inter, nem a  sua corretora cobram taxas para realizar investimentos. Veja o passo a passo para investir no Tesouro Direto através do Banco Inter.


    Leia também: renda extra online usando o Canva
    5 cursos de finanças pessoais para você fazer agora mesmo


    COMO INVESTIR NO TESOURO DIRETO USANDO O BANCO INTER?



    1. Abra uma conta no Banco Inter
    Primeiramente é preciso abrir uma conta no Banco Inter. É bem simples e rápido, é só baixar o aplicativo no seu smartphone e seguir os passos.

    Solicitação de conta feita? Espere a aprovação. O Banco Inter vai entrar em contato com você através de um e-mail dizendo se sua conta foi aprovada ou não.

    A partir do momento que você estiver com o número da sua conta em mãos, já é possível investir no Tesouro Direto.



    2. Faça seu depósito
    Quando sua conta for aprovada, você precisará depositar o valor que deseja investir. Para isso vá até o aplicativo e clique em Depósito por Boleto. Pague o boleto em qualquer casa lotérica e espere o dinheiro cair na sua conta, normalmente cai em dois dias úteis.



    → Observação 1: para os próximos passos é preciso usar seu smartphone e um computador. 

    → Horários para investir no Tesouro Direto: de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas.  



    3. Acesse o site do Banco Inter
    Após o dinheiro cair na sua conta, faça login no site do Banco Inter (através do seu computador). Preencha o campo Nº Conta e clique em Acessar. Como mostra a imagem abaixo.

    → Atenção: há um limite de tempo para permanecer logado em sua conta, mas dá tempo de seguir o tutorial e realizar seu investimento no Tesouro Direto. 

    TESOURO DIRETO: COMO INVESTIR USANDO O BANCO INTER




    4. Clique nas iniciais do seu nome
    Clicando em Acessar vai abrir essa tela com o número da sua conta e as iniciais do seu nome. Clique nas suas iniciais.

    TESOURO DIRETO: COMO INVESTIR USANDO O BANCO INTER




    5. Digite sua senha
    Será exibido um teclado virtual, onde você deve informar sua senha (aquela que você usa para acessar o aplicativo do Banco Inter). Digite a senha e clique em Confirmar.



    6. Informe o código I-Safe
    O código I-Safe fica no aplicativo. Faça login no mesmo, toque no Menu, em seguida toque em I-Safe.

    TESOURO DIRETO: COMO INVESTIR USANDO O BANCO INTER



    7. Cadastre-se na corretora
    Após informar o  código I-Safe, essa tela será exibida. Clique em IDTVM, depois em Termos de Adesão.

    TESOURO DIRETO: COMO INVESTIR USANDO O BANCO INTER


    * A corretora de valores é uma instituição financeira. O Banco Inter possui sua própria corretora - a IDTVM - é através dela que você vai investir no Tesouro Direto



    8. Faça o teste Suitability
    O teste Suitability é um questionário de múltipla escolha, para investir no Tesouro Direto usando o Banco Inter é fundamental que você faça esse teste. Ao preencher o questionário clique em Avançar, o seu perfil de investidor será exibido, caso concorde com o resultado clique em Aceito o Teste.



    9. Aceite o termo de adesão
    Após clicar em Aceito o Teste, você será direcionado para o Termo de Adesão ao Contrato de Intermediação e Subcustódia. Leia o contrato e marque as três opções, em seguida clique em Aceitar.

    TESOURO DIRETO: COMO INVESTIR USANDO O BANCO INTER



    10. Selecione a forma de autenticação
    Para autenticar o processo informe o código enviado por e-mail ou SMS, ou use a senha do seu cartão do Banco Inter, clique em Confirmar. Seu termo de adesão foi aceito com sucesso! 



    11. Cadastre-se no Tesouro Direto
    Ainda no site do Banco Inter clique em Investimentos, depois em Cadastro Tesouro Direto, vai aparecer a Solicitação de Acesso para Aplicação no Tesouro Direto, clique em Confirmar

    TESOURO DIRETO: COMO INVESTIR USANDO O BANCO INTER



    12. Espere o Tesouro Direto entrar em contato com você
    Você vai receber em até dois dias úteis um e-mail do Tesouro Direto com algumas instruções para finalizar seu cadastro. Caso não receba o e-mail dentro do prazo, envie um e-mail para mesa@bancointer.com.br.

    Quando você receber o e-mail, volte aqui no blog para continuar seu investimento. Salve a imagem no Pinterest para não perder o post ↓

    TESOURO DIRETO: COMO INVESTIR USANDO O BANCO INTER


    13. Acesse o site do Tesouro Direto
    Após receber o e-mail do Tesouro Direto, acesse o site do mesmo com seu CPF e a senha provisória que lhe foi enviada.

    Link do site: https://tesourodireto.bmfbovespa.com.br/portalinvestidor. Vai ser solicitado que você defina uma nova senha.

    → OBS 1: a mudança de senha só será solicitada se você estiver acessando o site do Tesouro Direto pela primeira vez. Se você já investiu por outra corretora, essa parte não vai aparecer pra você.  ←

    → OBS 2: assim como no site do Banco Inter, no Tesouro também há um limite de tempo para permanecer logado. ←



    14. Invista
    Agora você verá essa tela. Clique em Investir e Resgatar, e escolha a opção Investir

    TESOURO DIRETO: COMO INVESTIR USANDO O BANCO INTER


    15. Conclua o investimento
    Ao clicar m Investir, abrirá a página de investimentos, onde se encontram os títulos disponíveis para para compra (imagem mais abaixo).

    O primeiro passo é selecionar a corretora, clique em Instituição Financeira, INTER DTVM LTDA. Depois vá até o título que deseja comprar e coloque somente o valor no campo indicado, os outros campos são preenchidos automaticamente.

    Em seguida, clique no botão Continuar, confira se as informações estão corretas e clique em Confirmar.

    Pronto, seu investimento está feito!


    TESOURO DIRETO: COMO INVESTIR USANDO O BANCO INTER
    Exemplo de investimento de R$100,00 no Tesouro Selic



    Estes são os passos necessários para investir no Tesouro Direto usando o Banco Inter. Caso tenha alguma dúvida deixe um comentário que irei responder!

    O post foi útil pra você? Então ajude compartilhando!


    Me acompanhe nas redes sociais:
     PinterestFacebook → @nossaquevicioblog
    Tema feito com amor por